terça-feira, 31 de março de 2015

Saraus da vida

Evento que vem crescendo por demais nas periferias de todo Brasil, inclusive aqui na minha quebrada, zona leste da capital de São Paulo, sempre no incentivo à leitura.
Sarau Comungar no espaço Cultural São Mateus em Movimento - Vila Flávia - São Mateus - ZL., na minha quebrada, é sempre uma satisfação total, estar presente. Neste sarau apresentei a minha mais nova arma, a poesia:‪#‎OMENINOQUEQUERIATIRAR‬, segue aí pra quem não ouviu, não estava presente, mas vou atirar pra todo quanto é lado, pois eu estou com esse menino e essa arma. “O livro na mão”.
O MENINO QUE QUERIA ATIRAR
Por: Germano Gonçalves.
- Eu vou atirar!
Gritava o moleque.
Me deixa aqui quieto.
Não tô de brincadeira não.
Eu vou atirar.
Lá do fundão dava para escutar
Pá, pá, pá...
- Nossa que coisa? Depois dizem que é menor de idade.
Dizia a população.
O moleque está atirando.
Pá, pá, pá...
Toda vizinhança ficavam a olhar.
E os tiros não paravam.
Pá, pá, pá...
A mãe chega e diz.
- Agora é assim vendem, essas armas em qualquer quebrada. Algumas eles mesmo fazem.
Aí o moleque não para mais de atirar.
Pá, pá, pá...
Tento segurar ele em casa, mas logo cedo ele vai lá para o centro da cidade, conheceu um sebo que vende essas armas.
Não se podem denunciar, os sebos são legalizados.
Daqui a pouco a polícia chega.
Pra acabar com esses tiros.
Vão dizer que estão lhes incomodando.
Que a arma do moleque
É uma ameaça ao Estado.
É uma arma 14 por 21.
E o moleque continuava atirando.
Pá, pá, pá...
Incentivando até as crianças.
Era com 38, 32, 765.
Tinha até uma, 12.
E até importadas lá dos estrangeiros.
Quando a policia chegou
Foi logo avisando:
- Vamos verificar essas armas aí.
Então o moleque disse:
- Calma aí seu guarda. Na verdade eu sempre
Ando armado, e armas eu tenho de vários gêneros.
Pra atirar pra todo quanto é lado.
Arma branca, antiga, arma do índio, do negro.
Arma de jornalista e até mesmo arma policial.
O policial então disse:
- Então tem um arsenal.
O moleque respondeu.
- Não uma bienal. Ou um alfarrábio como queira.
Vou mostrar, para os senhores.
Os policiais logo se armam, mas logo percebem.
- Que a 32 e 38 é infanto juvenil, a 765 que é um romance e a 12 é infantil.
Esses eram os tiros que saiam das armas que o moleque colecionava.
Livros de 32, 38, 765 e 12 pá, pá, pá... Páginas.
Com mais de mil tiros pá, pá, pá... Palavras.

Nenhum comentário: